Forum Económico de Bissau

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE TERIA FEITO CABRAL? Esta foi a questão que levou o Instituto Benten, em parceria com o Instituto Amílcar Cabral e a ONG Ação para o Desenvolvimento (AD) a convidar os sectores das esferas pública e privada nacionais e internacionais para uma reflexão         sobre as fragilidades e potencialidades económicas da Guiné-Bissau.

 

O Fórum decorreu de 1 a 3 de Fevereiro, concentrando a maior parte das suas atividades no Hotel Azalaï, onde os participantes tentaram encontrar as respostas à questão inicial, através de sessões plenárias e trabalhos de grupos temáticos.

Para além dos momentos de reflexão, o programa do Fórum Económico teve uma forte componente cultural, em que se destacam o espetáculo musical decorrido no Centro Cultural Franco-Guineense e a visita ao arquipélago dos Bijagós.

 

 Das recomendações resultantes do Fórum, o Instituto vai publicar um documento que sirva de guia às ações que devem ser executadas com vista ao desenvolvimento sustentável da Guiné-Bissau.